Mais de 50 toneladas de kits alimentação são entregues a alunos do planalto Curuá-Una, em Santarém

0
59

Cerca de 60 mil estudantes da rede municipal das regiões urbana, de rios e planalto de Santarém, no oeste do Pará, devem receber kits de alimentação nos próximos dias. A iniciativa é para garantir que os alunos tenham segurança nutricional e, ajudar as famílias nesse momento de pandemia da Covid-19.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação (Semed) essa remessa de cestas está sendo distribuída desde segunda-feira (3) na região do planalto Curuá-Una I, II e III. Aproximadamente, 53 toneladas de alimentos estão destinados aos 6.692 alunos dessa região.

Antes que os alimentos cheguem aos alunos os alimentos são entregues pela Semed em embalagens fechadas e sanitizadas respeitando os protocolos de higiene, para evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Depois, cada escola fica responsável por formar uma equipe e realizar as entregas aos pais ou responsáveis das crianças e adolescentes.

“Dentro do nosso planejamento já finalizamos a região de rios e agora estamos focados na região do planalto executando a Curuá-Una e logo em seguida vamos para região da BR-163 e Eixo Forte”, explicou Adson Pinto, coordenador do setor de transportes da Semed.

A previsão é que na próxima semana as entregas sejam feitas para alunos de escolas da zona urbana de Santarém, finalizando a remessa de entrega dos kits de alimentação escolar.

Tanto a região de planalto quanto a urbana e parte da região de rios (Lago Grande e Arapixuna) recebem os mesmos itens de produtos conforme planejamento feito com base no número de alunos e de acordo com o quantitativo de itens disponibilizados de produtos industrializados para composição dos kits.

O kit alimentação de Santarém contém:

  • 1 kg de açúcar;
  • 1 kg de arroz;
  • 1 pct biscoito salgado cream cracker;
  • 1 chocolate em pó 200g;
  • 1 pct milho flocado 500g;
  • 1 kg feijão;
  • 1 l leite de côco;
  • 2 pct leite em pó integral;
  • Macarrão 500g;
  • 1 kg Carne bovina moída.
  •         Muitos Pais de alunos em alguns municípios tem cobrados das secretarias de educação o quantitativo da cesta básica que esta sendo entregue aos estudantes e observando o de família e não de alunos.
  • Fonte: G1 Santarém

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui