O adeus de um Personagem da nossa História.

0
30
Vamos começar fazendo um pequeno histórico do que foi esse figura amada por uns e odiada por outros.  Quase ninguém  sabe quem foi Aldo Inácio, paulista de 38 anos, ele chegou na região no início da década de   1980, veio de Porto Velho, Estado de Rondônia,  numa Kombi. Se falarmos Seu apelido, todos vão saber e respeirar, e por duas razões – ele foi  um dos homens mais ricos na compra de ouro e que não fazia segredo sobre sua vida familiar. Foi Casado com duas mulheres com as quais teve oito filhos, criou um outro, filho da  gerente de uma de suas empresas e, para quem quiser surpreender-se, todos – chegaram  a viver na mesma casa, chamada de  palacete cujas suítes tinham a visão para o Rio Tapajós.
Sadako Sudo Inácio, uma nissei paulista, foi a primeira mulher com quem Seu Mané se casou  no civil. Do casamento vieram  seis filhos – três homens e três mulheres.
Mais tarde, começou a gostar, ‘por fora’, de Francinete Demétrio, natural do Estado de Rondônia.  Segundo o próprio Mané, ele tinha de seus relacionamentos mais de 30 filhos.
O nome Seu Mané surgiu da denominação de seu bar, em homenagem a Garrincha.
Seu Mané foi um dos maiores empresários da região Oestw. Chegou a ter  cinco supermercados,  papelaria, um laboratório de revelação em cores,  aviões de aluguel, 800 mesas de bilharito espalhadas pelos garimpos,  milhares de hectares de terras,   casas e terrenos em Itaituba e região.
Com a decadência de seus negócios, seu Mané termina seus dias em um hotel, na cidade de Novo Progresso, onde vivia com parte dessa família, entre esposa, filhos e netos..
Sua morte não apagará os capítulos principalmente da história da comunicação de Itaitiba, onde ele foi o grande percurso e iniciante da maioria dos veículos que  funcionam até hoje…
Fonte: arquivos/ TV Eldorado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui