Vídeo: ‘governador não tá nem aí com a população de baixa renda’, dispara vendedora de coco da Batista Campo

0
104

A falta de apoio do governo do Pará ao seguimento do comercio informal, bastante impactado pelas medidas restritivas anunciadas na última quarta-feira, 3, tem provocado revolta entre os trabalhadores do setor. Na praça Batista Campos, um dos pontos tradicionais da cidade para a venda de água de coco, uma das barraqueiras está indignada com a negligencia do governador Helder Barbalho junto as famílias que dependem da venda.

Segundo ela, desde o ano passado, quando houve o pico da pandemia, os barraqueiros de coco se adequaram as medidas de prevenção ao coronavírus,  inclusive oferecendo o delivery e recolhendo as cadeiras.

A principal preocupação diz a mulher, é com o comprometimento da renda familiar. Pelo decreto, atividades em restaurantes, lanches e similares, só podem funcionar até às 18h, horário.

Veja o desabafo: 

Fonte: Romanews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui