REJEITADOS

0
127

Justiça Eleitoral indefere mais de 10 mil candidaturas no Brasil

 

Mais de 10 mil candidatos ao cargo de vereador, prefeito e vice-prefeito em todo o Brasil tiveram a candidatura indeferida. A maior parte dos pedidos de registro de candidaturas foram julgados pela Justiça Eleitoral até esta última segunda-feira, 26.

A maior parte, cerca de 10,6 mil casos, é formada por candidatos que não poderão concorrer porque não atenderam a algum requisito legal. Se forem somados os falecimentos e as renúncias, o número de candidatos inaptos supera os 16,5 mil.

Os candidatos inaptos representam cerca de 2,9% do total de casos analisados, um percentual, por enquanto, menor que o registrado em 2016 (3,4%). O prazo final para a conclusão dos julgamentos termina nesta segunda. Mas 112 mil pedidos ainda aguardam parecer da Justiça Eleitoral.

Pelos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o principal motivo das cassações ou indeferimentos é a “ausência de requisito de registro”, com 75,9%. Como uma única candidatura pode ser barrada por mais de um motivo, o número total supera o de candidatos indeferidos.

A segunda principal razão para rejeição dos pedidos de registro é a Lei da Ficha Limpa, com 11,2%. Segundo a lei, políticos condenados por abuso de poder político e econômico ficam inelegíveis por oito anos.

Partidos pequenos se destacam

A distribuição das candidaturas inaptas, sem considerar os falecimentos e as renúncias, mostra que os partidos pequenos se destacam. O G1 calculou a proporção de inaptos em relação ao total de candidaturas lançadas por cada legenda. Pela ordem, partidos como PCO, PSTU, PCB, PMB e DC apresentam percentuais maiores que a média.

Os partidos com menores percentuais de candidaturas impugnadas foram Novo, PP, DEM, PSD e MDB.

 

 

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui