CORONAVÍRUS

0
181

Brasil anuncia compra de vacina chinesa; imunização inicia ano que vem

Durante um encontro realizado na última terça-feira, 20, entre o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e 24 governadores, ficou decidido que a União irá comprar 46 milhões de doses da CoronaVac, vacina contra covid-19 do Instituto Butantan produzida em parceria com a empresa chinesa Sinovac. Até janeiro, R$ 2,6 bilhões deverão ser disponibilizados pelo governo federal por meio da edição de uma nova Medida Provisória.

A CoronaVac está em fase de testes, da mesma forma que as demais vacinas testadas no Brasil, e sua eficácia ainda precisa ser comprovada antes que o uso seja liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Nos testes, são aplicadas duas doses do imunizante por voluntário.

O ministro explicou que ao receber aprovação da Anvisa, as doses serão distribuídas a todo o Brasil por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI), que há décadas é responsável por campanhas nacionais de vacinação. “Temos a expertise de todos os processos que envolvem esta logística, conquistada ao longo de 47 anos de PNI. As vacinas vão chegar aos brasileiros de todos os estados”, disse Pazuello.

O governo federal não havia incluído a CoronaVac no programa nacional de vacinação na semana passada, quando ocorreu a primeira reunião com os secretários estaduais de Saúde. O governo de São Paulo já havia negociado contrato com o laboratório chinês para a aquisição dessas 46 milhões de doses. A gestão João Doria (PSDB) buscava negociar com o governo federal para que elas fossem distribuídas via Sistema Único de Saúde (SUS).

 

 

Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui