Atraso na entrega de equipamentos faz instalação da usina de oxigênio ser adiada, em Itaituba

0
78

Enquanto a usina não é instalada, o governo Municipal continua adquirindo novos cilindros de oxigênio para atender a demanda de pacientes no município.

Usina de oxigênio foi adquirida no início do mês de maio. (Foto: Ascom/ PMI)

Adquirida há quase um mês pela Prefeitura Municipal de Itaituba, a Usina de Oxigênio, que deve auxiliar no funcionamento dos respiradores pulmonares no Hospital Municipal de Itaituba (HMI) e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), ainda permanece sem data para começar a funcionar.

Segundo informou o Secretário de Saúde, Adriano Coutinho, a prefeitura ainda não colocou em funcionamento a usina de oxigênio, pois “o caminhão que vem de Curitiba com o restante dos equipamentos está parando muito em barreiras sanitárias de cidades por onde passa.” Com isso, os equipamentos não puderam ser entregues dentro do prazo previsto, que seria no último domingo (31).

Atualmente, para suprir a necessidade nas Unidades de Saúde e não deixar de atender aos pacientes que precisam, a Prefeitura vem adquirindo cilindros de oxigênio. Medida esta, que deve ser provisória até a instalação da Usina.

Adriano Coutinho afirmou que com o funcionamento da usina, todos os problemas com o oxigênio irão acabar.

Na última sexta-feira (29), através de um vídeo publicado nas redes sociais, o prefeito Valmir Clímaco relatou que há uma grande demanda de atendimentos realizados na UPA e também no Hospital Municipal, por conta da pandemia da covid-19. Com isso, Climaco afirma que houve um aumento das despesas com oxigênio, geradas pela grande quantidade de pacientes com problemas respiratórios.

De acordo com gestor municipal, antes se gastava de 5 a 6 cilindros de oxigênio no Hospital Municipal, agora, o número chega a ser 30 a 40 por dia.

A Unidade de Pronto Atendimento é uma referência no atendimento a pessoas com suspeita de covid-19. A Secretaria de Saúde afirma que em média são realizados cerca de 120 atendimentos por dia.  Desde sua inauguração, no dia 18 de maio, cerca de 1.200 pessoas já foram atendidas na unidade.

(Com informações do repórter Marinaldo Silva)

Fonte: Giro Portal