Província chinesa de Hubei, 1º epicentro da COVID-19, voltará a permitir viagens

0
125

A Comissão de Saúde da província chinesa de Hubei afirmou, nesta terça-feira (24), que removerá as restrições de viagem dentro e fora da região a partir de 25 de março, com exceção da capital Wuhan. Na cidade, que registrou os primeiros casos conhecidos do novo coronavírus (COVID-19), os bloqueios ainda durarão pelo menos até 8 de abril.

Segundo a comissão, os habitantes da província poderão circular livremente seguindo cuidados estipulados por um código de saúde. A região foi a primeira do mundo a ser colocada em quarentena por conta da COVID-19, com bloqueios decretados em 23 de janeiro.

Desde dezembro de 2019, Hubei registrou 67.801 casos do novo coronavírus e 3.160 mortes. Nos últimos seis dias, porém, apenas um novo caso de contágio local foi registrado.

A liberação será mais tardia em Wuhan. Na capital da provícia, viagens serão liberadas apenas após 8 de abril.

Quase 82.000 pessoas em toda a China continental foram infectadas pela doença, das quais 3.277 morreram. Mais de 73.000 testaram positivo para o vírus e já se recuperaram.

Globalmente, o novo coronavírus já registrou mais de 380.000 casos e 16.000 mortes, segundo levantamento em tempo da universidade americana Johns Hopkins, baseado em dados divulgados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e órgãos de saúdes de países atingidos pela pandemia.

Fonte: CNNBrasil