Sem pronunciamento, Bolsonaro inaugura 18ª turbina de Belo Monte

0
190

O presidente Jair Bolsonaro inaugurou oficialmente a Usina Hidrelétrica Belo Monte, em Vitória do Xingu, nesta quarta-feira (27). Com o funcionamento da 18ª turbina, a obra está concluída depois de décadas de polêmicas e discussões.

A obra custou em torno de R$ 42 bilhões e é uma das mais polêmicas do país. Entre as críticas, estão as relacionadas aos impactos ambientais e sociais que a UHE causou. A usina fica no rio Xingu, e tem capacidade para produzir 11 mil Megawatts (1 MW equivale a 1 milhão de Watts), carga suficiente para atender 60 milhões de pessoas. Os reservatórios da usina ficam entre os municípios de Altamira, Brasil Novo e Vitória do Xingu.

O presidente não fez nenhum pronunciamento no evento e realizou apenas o acionamento simbólico das unidades geradoras. Além dele, estiveram na cerimônia o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

A área alagada da usina é de quase 500 quilômetros quadrados (km²). “A produção de energia de Belo Monte representa 7% da capacidade total da produção brasileira. Com todas as unidades geradoras da usina funcionando simultaneamente, são capazes de suprir 10% da demanda do mercado nacional”, destacou o ministro de Minas e Energia.

O presidente da Norte Energia, Paulo Roberto Ribeiro Pinto agradeceu a presença de todos E comemorou o marco. “Momento especial por entregar ao Brasil a maior usina do país”, declarou.

O governador exaltou os potenciais econômicos do estado como minério, agronegócio e os rios, e criticou que, apesar do empreendimento, a energia no estado é uma das mais caras do país e defendeu que a Aneel deve buscar estratégias para diminuir o custo de energia aos estados produtores.

Fonte: Confirma noticias