Vários acidentes são registrados no trecho interditado da BR 163

0
952

Fortes chuvas têm castigado a região de Moraes Almeida e Novo Progresso, trecho crítico da BR 163 que está em foco nos últimos dias devido às imensas filas de caminhões, ultrapassando 70 km, que se formaram por conta dos atoleiros que impedem o tráfego na via.

Para agravar ainda mais a situação, a estrada lisa, somada aos abusos de velocidade de alguns motoristas, mesmo com as péssimas condições da via, facilitam a ocorrência de acidentes. Segundo informações de caminhoneiros, várias colisões entre caminhões já foram registradas.

Vale lembrar que, nesses casos, a melhor atitude é seguir a orientação de não sair dos pontos de suporte com a estrada intrafegável. O correto é permanecer em local seguro até que a situação se normalize.

Segundo o proprietário de uma empresa do seguimento agrícola de Mato Grosso, que está com caminhão parado na rodovia, o Exército e a Polícia Rodoviária Federal, informaram que a abertura da estrada só vai ocorrer após a chuva cessar e os órgãos conseguirem recuperar os trechos que estão muito danificados.

BR 163

A maior parte da BR-163 está pavimentada desde Mato Grosso até o Pará, restando poucos trechos em obras. Dos 710 quilômetros da BR-163/PA, localizados desde a divisa com Mato Grosso até a entrada para o Porto de Miritituba (PA), 637 quilômetros já foram pavimentados, representando um investimento de R$ 1,9 bilhão do governo Federal. Mas, os trechos que não são pavimentados continuam gerando muitos transtornos para aqueles que precisam passar pela rodovia.

Veja alguns vídeos: 

 

Com informações de Portal Giro e Imagens e mídias ITA FM