Preso homem suspeito de estuprar a filha na comunidade Novo Paraíso, em Juriti

0
453

Homem cumpria prisão domiciliar e de acordo com a polícia, voltou a agredir e estuprar a filha.

A Polícia Civil prendeu, na tarde de sexta-feira (1), um homem suspeito de agredir fisicamente e estuprar a filha, na comunidade Novo Paraíso, em Juriti, no Oeste do Pará. Ele cumpria prisão domiciliar e voltou a morar junto com a vitima e a cometer os crimes.
De acordo com a PC, após vários dias sofrendo estupros, agressões e ameaças de morte, a vitima escreveu uma carta para a mãe, que procurou a policia. A equipe de policias, ao comando do delegado Madson Castro, percorreu 120 KM por estrada e 4 horas de canoa/rabeta até chegar a comunidade, próximo a cachoeira do Aru e encontrar o suspeito, Brasilino Cardoso.
A Polícia fez diligências e pessoas confirmaram que o homem cometia os crimes com a filha. Ela havia conseguido fugir na quinta-feira (31) para Santarém, um dia antes de o pai ser preso.
Os policias foram informados de que o homem era muito temido na comunidade, que é distante e de difícil acesso. Lá, residem aproximadamente 60 pessoas.