Moradora do Bengui, paraense tira nota mil na redação do Enem

0
378

Eunice Costa está entre os 55 candidatos que conquistaram a nota máxima, em todo o Brasil.

Arquivo Pessoal

A estudante Eunice Costa, 24, foi surpreendida na manhã desta sexta-feira (18), com a notícia de que sua redação recebeu a nota máxima no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Os resultados foram divulgados na manhã de hoje no site do Inep e apenas 55 candidatos, em todo o Brasil, conquistaram a nota 1.000.

Aspirante ao curso de Medicina, Eunice está há cinco anos tentando ingressar na universidade e, depois da nota, afirma estar esperançosa.

“Acredito que esse ano vou conseguir passar, se Deus quiser e permitir”, disse a jovem, ao confessar que não esperava a pontuação. “Esperava tirar, no máximo, 940 pontos. Pensei que a minha proposta de intervenção tinha sido razoável, mas fui surpreendida.”

A proposta da jovem foi que o poder legislativo “ampliasse o Marco Civil da Internet – lei brasileira que dá parâmetros sobre, entre outras coisas, a utilização de dados dos usuários – e desse mais prerrogativas à Polícia Federal para investigar possíveis crimes”.

Questionada sobre a sensação de estar entre os 55 candidatos que alcançaram a nota máxima, Eunice declarou que é “uma sensação maravilhosa, de dever cumprido”. “Eu me esforcei durante anos, só estudei em casa e fiz aulas de redação com a professora Cris Mesquita. Conseguir essa nota é uma premiação” diz.

SOBRE O TEMA

Na hora da prova, Eunice admite ter se surpreendido com o tema. “Eu fiquei surpresa. Era muito complexo, mas pensei em como poderia utilizar o máximo de informações que eu tinha sobre aquele assunto, de uma maneira que eu pudesse tirar uma boa nota. Foquei em uma nota alta desde o início, mas não achava que tiraria 1.000”, detalha Eunice.

Pesquisas prévias sobre a temática foram, segundo ela, essenciais para a conquista da pontuação. “Eu não esperava um tema assim, mas como começaram a falar muito sobre fake news, decidi pesquisar sobre segurança na internet. Um dia antes da prova eu assisti uma vídeo aula sobre segurança digital e lei do marco civil. Utilizei esses pontos para fazer minha argumentação e deu super certo”, relata.

No exame, a estudante citou, entre outras coisas, informações sobre a Lei N° 12.965/14 (Marco Civil da Internet), Código de Ética, segurança digital e o escândalo da empresa Cambridge Analytica, que envolvou a rede social Facebook.

Fonte: Oliberal