Secretário de Esportes do Pará assegura que vai entrar nas periferias e levar ações para juventude

0
315
Secretário Arlindo Silva promete ocupar as periferias com esporte – Crédito: Reprodução – Ascom/Seel

O esporte será usado como instrumento de inclusão e de atração para a juventude. É o que garante o novo secretário estadual de Esportes do Pará.

Arlindo Silva, que é vereador licenciado do município de Ananindeua pelo PRB e também pastor evangélico, assumiu a Secretaria Estadual de Esporte e Lazer (Seel), no começo deste mês, mas garante que ainda está “arrumando a casa” e somente após montar sua equipe de trabalho, poderá divulgar com mais especificidade, quais projetos serão desenvolvidos pelo órgão.

O secretário garante que projetos como o Bolsa-Atleta, de financiamento de atletas amadores em diversas modalidades esportivas, que é um dos carros-chefe da Seel, serão mantidos.

O grande diferencial da sua gestão, será a parceria com os municípios, segundo o secretário, também com a iniciativa privada. Segundo ele, será uma forma de levar o esporte para dentro das periferias, dando oportunidade aos jovens na capital, Região Metropolitana e em todas as regiões paraenses, de serem atraídos para projetos que os ofereçam futuro, livrando de males, como por exemplo, as drogas e a criminalidade.

Mangueirão – Em relação à reforma do Estádio Olímpico do Pará, Arlindo Silva, afirma que na sexta-feira, 18, haverá definição pela Secretaria Estadual de Obras sobre o que será feito no Mangueirão. Ele afirma que só a secretaria  e Corpo de Bombeiros, que fizeram a vistoria técnica no lado A e lado B do estádio, podem expor o que é necessário no local. “Encontramos o estádio em uma situação que não gostaria, situação ruim, catastrófica”, define o secretário.

Por outro lado, ele afirmou que gostaria de dizer que a data do jogo do Remo e Tapajós seria dia 20, mas diante da situação em que o estádio se encontra, a partida não poderá no local.

Arlindo Silva informou que se reuniu esta semana com técnicos da Seel, mas toda decisão depende do resultado do laudo.

Abrangente – O Esporte engloba várias modalidades e pode fazer parcerias em várias áreas da administração do Estado, segundo o secretário de Esportes, por isso, pode e deve ser um instrumento de redução da criminalidade no Pará.

Ele explica que foi criado no morro do Alemão, no Rio de Janeiro, que é conhecedor da periferia e de todas os seus problemas, por isso, atuará de forma abrangente para levar ações, que impactem os jovens dos bairrros mais violentos na capital e arredores e nos municípios, também.

Em relação à parceria com o governo federal, Arlindo Silva afirma que ainda não tem projetos em parceria, mas que irá buscar apoio financeiro e de projetos para trazer aos municípios paraenses. “Temos visto o noticiário local e sabemos que fortalecer o esporte, recupera, traz os garotos que estão na criminalidade para reintegrar a sociedade. Precisamos ocupar a garotada”, promete.

Fonte: OLiberal