Ministro diz que construção da ferrovia Sinop-Miritituba é prioridade no governo Bolsonaro

0
676

O ministro da Infrraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, disse que um dos grande desafios do governo Bolsonaro é a concessão da Ferrogrão, ligando Sinop a Miritituba (PA), que será construída através de PPP – parceria público privada- entre multinacionais do agronegócio e o governo. Tarcisio evitou falar em prazos mas, ao elencar as obras ferroviárias, portuárias e concessões de rodovias, confirmou a ferrovia Mato Grosso-Pará entre as prioridades para melhorar a logística nos dois Estados.

“Temos o grande desafio nosso e que nós vamos encarar com toda a coragem, com toda a determinação, que é a licitação da Ferrogrão. Talvez o projeto ferroviário mais desafiador de todos e o mais importante. Ele tem carga, ele tem demanda, estamos falando do estado que produz hoje 62 milhões de toneladas de grãos em nove milhões de hectares e que tem lá 14 milhões de hectares disponíveis para plantio, ou seja, estamos falando de um estado que pode chegar a 100 milhões de toneladas de produção em 2025.  Então, a Ferrogrão faz todo o sentido e vai ser uma revolução em termos de agronegócio”, afirmou o ministro.

A Ferrogrão está orçada em R$ 12,6 bilhões para fazer 1,1 mil quilômetros de trilhos e terminais de cargas de embarque e desembarque em Sinop e Matupá (Nortão). A maior parte, cerca de R$ 9 bilhões, estaria concentrada nos cinco primeiros anos do investimento. Há previsão de que o BNDES financie parte da obra. A estimativa é de capacidade para transportar 42 milhões de toneladas quando operando à plena capacidade. A expectativa anterior era fazer a licitação da obra até o final de 2018, o que não acabou ocorrendo.

O novo ministro também elencou que a conclusão das obras de pavimentação da BR-163 no Pará, por onde passam centenas de carretas que saem de Mato Grosso, com grãos e demais produtos, rumo aos portos em Santarém e Miritituba. Ainda faltam ser pavimentados cerca de 170 km. “Você vai conseguir fazer isso em quatro anos ? Não, Deus me livre, quatro anos não, muito menos. Nós vamos terminar a BR-163. O DNIT já está se estruturando para a operação Safra, ou seja, vai garantir o trânsito, tráfego de commodities que saem do Mato Grosso rumo aos portos do Arco Norte e eu tenho certeza de que vai ser muito bem-sucedido nesta operação que vai contar com o apoio das empresas que lá estão e também com o apoio do Exército brasileiro e da Polícia Rodoviária Federal. Então vai ser uma grande operação que vai garantir a chegada das nossas commodities, da nossa soja, por exemplo, aos portos de Miritituba”, afirmou Tarcisio.

Só Notícias/Editoria (foto: Marcelo Camargo/Abr/arquivo)