Em Santarém, mulheres agredidas encontrem ajuda em salão de beleza

0
440

Projeto capacita profissionais que trabalham no local para identificarem mulheres vítimas de violência.

Alguns salões de beleza em Santarém, no Pará, estão trabalhando para conscientizar mulheres acerca de relacionamentos abusivos e como agir nesses casos. Uma reportagem do jornal Nacional, veiculada na última sexta-feira, 11, falou sobre o projeto Mãos Empenhadas contra a violência, iniciativa do Tribunal de Justiça do Mato Grosso, em que profissionais são capacitados para orientar e ajudar mulheres vítimas de violência doméstica e relacionamentos abusivos.

Durante a reportagem, representantes do projeto afirmaram que outros municípios de Brasil estão aderindo a iniciativa, dentre eles está Santarém. O salão de beleza é um lugar onde as mulheres geralmente se sentem seguras e confortáveis, a partir disso, o projeto capacita profissionais que trabalham no espaço para identificarem aquelas que apresentam sinais de violência física ou psicológica. Eles passam a conversar, conscientizar as mulheres e orientá-las sobre os direitos e onde denunciar.

A jornalista Lana Mota, mora em Santarém e frequenta constantemente salões de beleza. Ela soube da novidade, mas o salão onde costuma ir ainda não aderiu ao projeto. Lana está torcendo para que a capacitação chegue logo para as profissionais que trabalham no local. “Se meu salão aderir vou me sentir completa. Irá torna-se muito mais que uma preferência, mas, sim um lugar onde posso me sentir valorizada e respeitada”, afirma.

Para a jornalista, a discussão é essencial no contexto atual. “Acho uma iniciativa muito importante e um avanço para o combate contra a violência doméstica, pois as mulheres estão travadas até os dias atuais nessa luta dentro e fora de casa”, afirma.

Fonte: OLiberal