Hydro-Alunorte dispensa mais de 50 funcionários à véspera do natal

0
583

Sindicato dos Químicos denuncia a falta de negociação da Hydro com os trabalhadores

Fábrica da Hydro-Alunorte localizada em Barcarena-PA – Crédito: Reprodução – Hydro
Um grupo de 53 trabalhadores da Hydro-Alunorte foi demitido pela empresa nesta quarta-feira, 18. A justificativa informou, que os funcionários atuavam no filtro tambor, “sistema que deixou de ser utilizado no depósito de resíduos sólidos da refinaria”.
Porém, segundo informações da Hydro-Alunorte, a empresa fez uma avaliação cuidadosa e foi conduzida “para que o maior número possível de profissionais fosse reaproveitado em outras funções e atividades na refinaria, mesmo considerando a realidade atual na qual a empresa opera a 50%”.
A paralisação de metade das atividades da empresa que produz alumínio, a partir da bauxita retirada na mina de Paragominas, é fruto da suspensão judicial, após ter sido constatado um duto com despejo de efluentes dos rejeitos da produção nos rios da região, que contaminou as águas locais, prejudicando a comunidade ribeirinha de Barcarena.
Segundo as informações da empresa, os profissionais demitidos “terão prioridade nos futuros processos de recrutamento da Alunorte e seus currículos foram encaminhados às empresas contratadas da Hydro”.
Porém, o Sindicato dos Químicos informa que vai ingressar com ação judicial amanhã, 20, requerendo a anulação das demissões. “Não houve negociação com o sindicato. As demissões foram realizadas sem aviso e os trabalhadores foram pego de surpresa”, afirma o presidente do sindicato, Gilvandro Santa Brígida.
Ele explica, que com a finalização das atividades no sistema do depósito de resíduos sólidos, o sindicato propôs a realocação dos funcionários em outras áreas, mas a empresa prefeiriu agiu sem negociar com a categoria.
Fonte: RomaNews