Polícia tenta localizar e oferecer proteção para testemunhas do assassinato de sindicalista em Rurópolis

0
365

Crime ocorreu no sábado (15). Gilson Maria Temponi era líder sindical e foi morto com três tiros na porta de casa. Ninguém foi preso ainda.

Polícia Civil reforça equipe de investigação da morte e sindicalista em Rurópolis, no Pará

A Polícia Civil encaminhou nesta terça-feira (18) duas equipes para reforçar as investigações sobre o assassinato do líder sindical Gilson Maria Temponi, em Rurópolis, no sudeste do Pará.

Gilson Maria Temponi

De acordo com a polícia, os agentes devem ir aos assentamentos onde o sindicalista atuava para localizar, ouvir e oferecer segurança às testemunhas.

Gilson Maria Temponi foi assassinado em casa, no último sábado (15). Segundo a esposa do sindicalista, dois homens chegaram em uma moto e bateram na porta. A vítima abriu e recebeu três tiros.

Gilson Maria presidiu um projeto de desenvolvimento sustentável em Placas, no oeste do estado, onde vivem mais de 600 famílias. A Polícia Civil faz buscas na área, mas até o momento nenhum dos envolvidos no crime foi preso.

Por G1 PA — Belém