MP pede indisponibilidade de bens de quase R$8 mi por indícios de fraudes na prefeitura de Rurópolis, no PA

0
366
Três ações foram ajuizadas, apontando suspeitas de direcionamento ou superfaturamento em licitações.(Foto:Reprodução)

O Ministério Público do Pará (MPPA) informou nesta segunda-feira (17) que ajuizou três ações por ato de improbidade administrativa apontando fraudes em licitações na prefeitura de Rurópolis, no sudoeste do Pará.

As ações investigam indícios de direcionamento ou superfaturamento em processos licitatórios e pedem indisponibildade de bens que totalizam R$7,9 milhões. Segundo o MP, os procedimentos foram vencidos pela empresa AF Transporte. O G1 tenta contato com os investigados, mas ainda não teve retorno.

De acordo com denúncias, houve uma série de fatos relacionados a prefeitura, tendo como objeto a verificação de veículos oficiais, o contrato de permuta com uma empresa de transportes e a colocação de bloquetes em pontos da cidade.

O MP solicitou envio de cópias das licitações relativos ao serviço de limpeza da cidade e, diante das informações, foram feitas diligências.

O processos pedem ainda a perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio; ressarcimento integral do dano; quando houver, perda da função pública; suspensão dos direitos políticos; pagamento de multa civil de até três vezes o valor do acréscimo patrimonial e proibição de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, pelo prazo estipulado na lei.

Por G1 PA — Belém