Conselho Municipal de Saúde emite Nota contra a inauguração do Hospital Regional de Itaituba

0
1980

Nota pública manifesta repúdio a tentativa do governo inaugurar o hospital sem que a obra esteja realmente concluída; Conselho também pede ajuda da população contra o ato.

                                       Jatene em visita à obra do Hospital Regional de Itaituba.

Após ser informado de que o Governo do Estado do Pará pretende inaugurar o Hospital Regional de Itaituba até o dia 31 de dezembro, sem a obra está plenamente concluída ou em perfeitas condições de funcionamento, o Conselho Municipal de Saúde de Itaituba, na sua última reunião ordinário do mês de dezembro realizada na última quinta-feira (13), decidiu emitir uma NOTA DE UTILIDADE PÚBLICA contra o que considera um desrespeito com a população do baixo Amazonas, tendo em vista que não irá atender o povo e vai causar transtornos e mais atrasos na conclusão da obra.

“O estado não pode inaugurar uma obra que ainda não foi concluída, pois nem foi licitada ainda a compra de equipamentos para o devido funcionamento. Entregar uma obra não finalizada gera transtornos e alonga ainda mais o prazo de finalização, uma vez entregue é considerada finalizada.” diz parte da nota.

Jatene fez o mesmo em 2006, quando o então candidato Almir Gabriel (PSDB) foi derrotado pela senadora Ana Julia (PT). Inaugurou o Hospital Regional de Santarém sem está em condições plenas de funcionamento, só para não deixar que o novo governo levasse os créditos pela obra. Ainda foi preciso mais de 2 anos para que o Hospital começasse a funcionar.

                                                   Obra do Hospital Regional de Itaituba.

Agora os controles sociais e conselhos de saúde da região de Itaituba (Novo Progresso, Trairão, Jacareacanga e Aveiro) não aceitam a manobra que poderá prejudicar a população que anseia que o Hospital funcione com urgência, porém, não basta apenas inaugurar sem condições de funcionamento.

O presidente do Conselho informou que já solicitou o acesso à construção para conferir as condições do Hospital, mas foi negado. Desta forma a nota vai ser encaminhada para o Secretário de Saúde do Estado e, caso aconteça a inauguração, o Conselho pretende promover uma manifestação pública.

Fonte: Giro Portal