Câmara Municipal de Belém aprova voto de repúdio contra ‘pajubá’ no Enem

0
601
(Foto: Reprodução/Facebook)

Vereadores da Câmara Municipal de Belém aprovaram, nesta terça-feira (13), um voto de repúdio, proposto pelo Sargento Silvano (PSD), aos organizadores do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) por causa de uma questão que, segundo Silvano, representa o ‘aparelhamento da esquerda’ e uma imposição de ‘viés ideológico’.

A referida questão usava como exemplo o “pajubá”, dialeto utilizado por grupos da comunidade LGBT no Brasil, para abordar o patrimônio linguístico dos grupos sociais. Segundo declaração de Silvano, divulgada no site da Câmara Municipal, a questão “representa o aparelhamento da esquerda querendo impor o seu viés ideológico”. “Isso ficou explícito nessa questão do Enem. Depois não sabemos o porquê de nosso ridículo desempenho educacional”, continua o vereador.

O voto de repúdio foi aprovado por 12 vereadores. Houve 4 votos contra e 2 abstenções.

Ainda segundo o portal da Câmara Municipal, Silvano solicitou que a decisão seja comunicada na íntegra ao Ministério da Educação (MEC) e ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

O vereador do PSD também fez postagem nas redes sociais, divulgando o voto de repúdio.

(DOL)