Técnicos do TSE apontam 17 indícios de irregularidade em prestação de contas de Bolsonaro

0
347

Equipe do presidente eleito tem prazo de três dias para encaminhar documentos e esclarecimento.

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), fala com a imprensa na porta do condomínio onde mora, no Rio de Janeiro – Filipe Cordon/Folhapress

A área técnica do Tribunal Superior Eleitoral concluiu na noite desta segunda-feira (12) a análise preliminar da prestação de contas da campanha de Jair Bolsonaro (PSL) e apontou 17 indícios de irregularidade na documentação entregue pela equipe do presidente eleito.

Com isso, os técnicos pedem que o ministro-relator, Luís Roberto Barroso, dê prazo de três dias para que Bolsonaro encaminhe documentos e esclarecimentos sobre os 17 itens levantados, além de outros seis temas em que apontam inconsistências.

Entre os problemas listados pela equipe de análise de prestação de contas está o descumprimento de prazos para informe à Justiça Eleitoral de receitas e gastos, inconsistências entre dados informados pela campanha e aqueles registrados em órgãos oficiais e recebimento de doações de fontes vedadas.