Décimo-terceiro injeta R$ 4,1 bi no Pará

0
439
Valor total é 4,62% maior em comparação ao pago no ano passado.
Um dos benefícios dos trabalhadores com carteira assinada é o recebimento do 13º salário, que pode ser usado para diversos fins, como fazer um fundo de emergência, dar entrada em um veículo ou programar uma viagem, por exemplo. Dados divulgados ontem pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA) mostram que até o final de novembro, quando vence o prazo para o pagamento da primeira parcela do décimo-terceiro de 2018, deverão ser injetados na economia paraense, aproximadamente, R$ 4,1 bilhões, nas duas parcelas do pagamento. Esse valor representa um crescimento de 4,62% em relação ao montante de 13º pago em todo o Pará no ano passado. Ainda de acordo com os estudos do Dieese, o montante do salário corresponde a cerca de 2,7% do PIB estadual.
Fonte: ORM