PSDB fica neutro no 2º turno

0
297
Posição foi discutida em reunião tensa, na qual Alckmin apontou traição de Dória.
Dois dias após amargar o quarto lugar na corrida ao Planalto, o presidente nacional do PSDB, Geraldo Alckmin, criticou o candidato do partido ao governo de São Paulo, João Doria, durante reunião da Executiva Nacional da sigla, ontem à tarde, em Brasília. Em áudio obtido pelo Estado, o ex-governador interrompe a fala de Doria por duas vezes. Na primeira, o chama de “temerista” e, na segunda, insinua que o ex-prefeito o traiu: “Traidor eu não sou”, diz Alckmin. Procurado, Doria afirmou que não guarda “ressentimento”.
O ex-prefeito de São Paulo cobrava do partido mais ajuda financeira às campanhas dos candidatos a governos estaduais que passaram para o segundo turno – ele vai disputar o Palácio dos Bandeirantes com o sucessor de Alckmin no cargo, Márcio França (PSB).
Fonte: ORM