Operação Eleições 2018 trará aumento de 20% de agentes de segurança nas ruas

0
324

Inovações tecnológicas também serão usadas para auxiliar na operação.

Operação Eleições 2018 trará aumento de 20% de agentes de segurança nas ruas. Assista! - Crédito: Diego Monteiro / Portal Roma News

Com o objetivo de apresentar as ações que serão empregadas na Operação Eleições 2018, a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) realizou uma coletiva na manhã desta terça-feira, 02, no prédio da instituição. A ideia é garantir a segurança, e também colaborar nas eleições dos 144 municípios do Pará.

Neste ano, a estratégia é assegurar a ordem e a tranquilidade durante as eleições, por isso, os 5.145 locais de votação terão a presença de agentes de segurança da Polícia Militar e Civil, além da presença do Exército Brasileiro em 60 municípios. O estado terá um reforço efetivo em 20%.

Neste ano vão ser utilizadas mais de 20 mil urnas eletrônicas. A previsão é que as operações comecem ainda nos primeiros dias do mês de outubro, com término previsto ao final da apuração dos votos e a conclusão do trabalho das equipes do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PA).

A coletiva é conduzida pelo coordenador da Operação Eleições 2018, Coronel André Cunha, e conta também com a presença dos gestores do Sistema de Segurança, como Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, Departamento de Trânsito do Pará (Detran), Polícia Rodoviária Federal, entre outros.

Operação Eleições 2018

Este ano a operação terá algumas novidades que vão auxiliar os agentes de segurança:

• Será implantado um centro Integrado de Comando Estadual que vai receber informações, em tempo real, das ocorrências registradas em todo o estado.

• O vídeo monitoramento também vai auxiliar nas eleições. São aproximadamente 280 câmeras que serão monitorados pelos Técnicos do Centro Integrado de Operações e Comando (CIOP).

• Mais de 6.800 agentes de segurança estarão atuando em 144 municípios paraenses durante as eleições 2018.

• Mapas de riscos e soluções para evitar possíveis problemas: boca de urna, compra de votos, ameaças, conflitos, manifestações, bloqueio de vias, transporte de eleitores, entre outros.

Assista:

Fonte: Roma News