Forças Armadas realizam operação em Angra dos Reis, RJ

0
381

Agentes policiais verificam denúncias de atividades criminosas, em especial as ligadas ao tráfico de drogas. Os militares realizam o cerco, estabilização e remoção de barricadas.

Homens das Forças Armadas realizam, na manhã desta quinta-feira (13), uma operação no município de Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio de Janeiro. Mais de dois mil militares participam da ação, que tem como objetivo verificar denúncias de atividades criminosas, em especial as ligadas ao tráfico de drogas.

De acordo com o Comando Conjunto, mandados judiciais também podem ser cumpridos. A operação acontece nas comunidades de Parque Belém, Areal, Sapinhatuba (I, II e III), Lambicada, Camorim Grande e Camorim Pequeno.

As Forças Armadas realizam o cerco, estabilização dinâmica das áreas e a remoção de barricadas instaladas nas comunidades. Os militares também revistam pessoas e veículos e fazem checagem de antecedentes criminais.

Ao todo, participam da ação 2.230 militares das Forças Armadas, 160 policiais militares e 70 policiais civis, que contam ainda com o apoio de veículos blindados e aeronaves. Não há interferência nas operações dos aeroportos.

Onda de violência na Costa Verde

Desde agosto a cidade vive uma onda de violência. As investigações da polícia mostram que a região se tornou ponto estratégico para o tráfico internacional de drogas, com escoamento dos entorpecentes pela Rio-Santos.

De acordo com a Polícia Civil, o motivo da onda de violência é a disputa pelo comando do tráfico de drogas na região. Atualmente, duas quadrilhas disputam o controle do tráfico no local. E essa guerra entre facções rivais têm prejudicado a rotina dos moradores.

Os casos de letalidade violenta quase dobraram no município. Foram 63 registros de janeiro a julho do ano passado, 2017, e 117 no mesmo período desse ano, 2018.

Ajuda da população

As tropas efetuam a distribuição de folhetos impressos solicitando a colaboração da população. Quem tiver informações que ajudem a prender criminosos que atuam na região podem ligar anonimamente para 0300-253-1177, pelo aplicativo de celular “Disque Denúncia RJ”, ou também mandar e-mail com dúvidas, reclamações, comentários e sugestões para ouvidoria.intervencao@cml.eb.mil.br.

Denúncias anônimas sobre sobre esconderijo de armas, localização de bandidos e pontos de vendas de drogas que chegarem aos canais de atendimento do Disque Denúncia serão encaminhadas em tempo real ao Comando Conjunto.

Na última terça-feira (11) o Disque Denúncia lançou cartaz oferecendo recompensa de R$ 2 mil por informações que levem a polícia a capturar os bandidos Juninho Nazaré e Vidigal, ambos traficantes que atuam em Angra dos Reis.

Estima-se que os efeitos positivos das ações serão percebidos diretamente por 22.800 pessoas, influenciando ainda, de modo indireto, outras 146.470, num total aproximando de 170.000 residentes.

Operação contra grupo especializado em roubos de agências bancária

Também na manhã desta quinta, uma operação é realizada para desarticular uma organização criminosa especializada na prática de roubos com explosivos em agências bancárias em Angra dos Reis e em Paraty, na Costa Verde do Rio de Janeiro.

A ação coordenada pelo Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF/RJ) conta com agentes da Polícia Federal, com o apoio da Polícia Civil e das forças federais de intervenção. Serão cumpridos dez mandados de prisão preventiva, expedidos pela 1ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, sendo sete mandados em Angra dos Reis, um no Rio de Janeiro, um em Seropédica e um Pardinho, em São Paulo.

Fonte: G1