Reformas deixam estudantes sem aula

0
384

Mais de 4 mil alunos estão prejudicados por conta de reformas nos prédios.

Pelo menos 4.360 alunos dos 594.713 matriculados em 2018 na rede pública de ensino no Pará ainda estão sem aulas devido obras de reformas e ampliação nas escolas. Deles, 3.000 são da escola de Ensino Médio Padre Luciano Calderara, no município de Viseu, nordeste paraense, onde o ano letivo para a maioria dos alunos parou em setembro de 2017, até agora não retornou e, segundo o Sintepp, a partir de informação na escola, tem previsão de voltar na semana que vem. Outros 1.360 são da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Padre Coronel Sarmento, em Icoaraci, em Belém, e estão com aulas suspensas, desde o final de junho de 2018, e podem retornar até o final deste mês.
Depois de praticamente um ano sem aula, a serviços gerais Ginalva de Jesus, 35 anos, contou a angústia de ver a filha, que tem 15 anos e está no 1º ano, sem estudar em Viseu. “A aula nunca começou nem tem previsão de iniciar. Minha filha foi matriculada e nunca estudou.

Fonte: ORM