Tite convoca seleção com 11 novidades em relação à lista da Copa do Mundo

0
329

Brasil joga contra EUA e El Salvador nos dias 7 e 11 de setembro, respectivamente.

O técnico Tite fez nesta sexta-feira (17), na sede da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), no Rio de Janeiro, a primeira convocação da seleção brasileira após a eliminação para a Bélgica nas quartas de final da Copa do Mundo. A lista do técnico traz 11 mudanças em relação ao elenco que disputou o Mundial na Rússia, entre junho e julho.

O primeiro teste da nova seleção brasileira chamada por Tite acontecerá em setembro. O Brasil inicia o ciclo para a Copa do Mundo do Qatar com os amistosos contra os EUA, dia 7, em Nova Jersey, e El Salvador, dia 11, em Washington. A apresentação dos jogadores está prevista para o dia 2.

Tite anuncia os convocados da seleção brasileira

As principais novidades entre os 24 convocados foram o goleiro Hugo (Flamengo), 19, os zagueiros Dedé (Cruzeiro), 30, e Felipe (Porto), 29, os meio-campistas Lucas Paquetá (Flamengo), 20, Arthur (Barcelona), 22, e Andreas Pereira (Manchester United), 22, e os atacantes Pedro (Fluminense), 21, artilheiro do Campeonato Brasileiro com 10 gols, e Éverton (Grêmio).

“Tentei procurar ser o mais justo possível. Como procurei equilibrar, decidi não trazer dois de cada clube. Poderia chamar um do Palmeiras, o Bruno Henrique, que está jogando muito, mas tenho que dar a oportunidade a esses atletas. Ficam prejudicadas as três equipes em detrimento do Palmeiras em razão da convocação? Sim”, disse o técnico Tite, ao justificar a convocação de jogadores de Corinthians, Flamengo e Grêmio, que disputam, assim como o Palmeiras, a semifinal da Copa do Brasil.

As partidas de ida do mata-mata da competição nacional estão marcadas para o dia 12 de setembro, um dia após o amistoso contra El Salvador.

Além das novidades na lista, algumas ausências também merecem destaque, como a do atacante Gabriel Jesus (Manchester City), titular com Tite durante toda a campanha do Mundial da Rússia.

“Em cada setor levamos um atleta que esteve na Copa, mais outro que possa ter oportunidade. Tinha o Gabriel Jesus, goleador, mas esse é o momento para um Pedro, que pela regularidade e gols que vem tendo, fala por si só”, justificou o treinador da seleção.

a por si só”, justificou o treinador da seleção.