PM investiga conduta de policiais que jogaram atropelador em caçamba de viatura na Zona Norte do Rio

0
446

O motorista de caminhão atropelou quatro pessoas na tarde desta terça-feira (7). Cinco pessoas ficaram feridas, e uma segue internada no Hospital Getúlio Vargas.

A polícia do Rio está investigando a conduta de PMs que apareceram em vídeos jogando o motorista que atropelou cinco pessoas na caçamba de uma viatura na tarde desta terça-feira (7), na Penha, Zona Norte do Rio. O atropelador foi identificado como Carlos Henrique Sarmento, de 40 anos.

O taxista Wilson Conceição de Souza, um dos atingidos, contou que após o atropelamento PMs que estavam no local tiraram o motorista do reboque e o colocaram na viatura.

“O pessoal aglomerou para querer linchar ele. Os policiais chegaram na hora e não deixaram. Levaram ele para o hospital. E aí depois eu fiquei sabendo, meia hora depois, que ele faleceu no hospital”, relatou a vítima.

Policiais jogaram motorista de caminhão na caçamba de viatura (Foto: Reprodução)

Nas imagens, os policiais aparecem jogando Carlos Henrique na caçamba da viatura, enquanto muitas pessoas no entorno o xingavam.

Carlos Henrique Sarmento, de 40 anos, morreu depois que entrou na contramão da Rua José Maurício, na Penha, colidiu com dez veículos e atropelou pelo menos cinco pessoas. Quatro feridos, além do motorista, foram levados para o Hospital Getúlio Vargas. O jovem Daher Vianna Siab, de 24 anos, é o único que segue internado na unidade. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o estado dele é estável.

A polícia do Rio encontrou um pacote contendo pó branco com o motorista do caminhão-reboque. As informações são do delegado titular da 22ª DP (Penha), Rodrigo Freitas de Oliveira. Ele ainda informou que a perícia foi feita e a substância vai ser analisada.