A falta de planejamento urbano Itaituba coloca em risco a saúde da população

0
1078

Itaituba é hoje um dos maiores municípios do estado do Pará, e a menina dos olhos, no que se refere a investimentos privados principalmente, com a implantação de portos na orla do distrito de Miritituba, na margem direita do rio tapajós, alem disso o município pode ganhar uma nova hidrelétrica no leito do rio tapajós, próximo a comunidade ribeirinha de São Luiz do Tapajós , investimentos que vão transformar a vida de uma cidade , que vivi hoje em sua economia baseada em mais de 70% na extração de outro na região. Mais será que a cidade esta preparada para receber estes investimentos? Será que tem estrutura para comportar o grande numero de pessoas que já estão vindo para a cidade, em busca de novas oportunidades? Estas são as perguntas que acendem o sinal alerta das autoridades locais. Só para que se tenha uma idéia hoje pouco mais de 10% da cidade e atendida com água tratada, e diga se passagem uma água de péssima qualidade, que e servida a uma pequena parte da polução , saneamento básico e pior ainda hoje cerca de 5% da cidade tem sistema de esgoto , e que e todo despejado dentro do rio tapajós ou em um igarapé que corta a cidade,números números não muito diferente do restante do Pais , O Brasil é hoje uma das dez maiores economias do mundo. No entanto, não alcança nem sequer a 100ª posição no ranking mundial de cobertura de serviços de saneamento básico à população.
Do que é coletado, só 45% é tratado. Milhões de brasileiros sofrem com as conseqüências da ausência de saneamento, vítimas de doenças infecciosas que poderiam ser evitadas com o adequado acesso a água potável, coleta e tratamento de esgoto. Aqui em Itaituba uma terminação do ministério publico federal determinou o fechamento dos lixões em todo o pais, uma determinação ainda não comprida na maior dos municípios do pais e aqui não e diferente, uma convênio com o governo do estado pode estado vai viabiliza a construção de uma aterro sanitário, mais enquanto isso não acontece o município sofre com os reflexos na decanas de abandono do saneamento básico da cidade, uma cidade que vem crescendo a passo longos, e existe mais rapidez e agilidade, nesses investimentos, nos últimos cinco anos pelos seis novos bairros sugiram em Itaituba, alguns são loteamentos, que receberam drenagem mais sem ter uma rede de esgoto interligada acaba prejudicada, segundo o secretario de meio ambiente de Itaituba bruno Rolim a prefeitura já montou uma agenda para discutir o saneamento básico da cidade , de acordo com o secretario todo o novo serviço de asfaltamento na cidade , vem primando para o escoamento do esgoto da cidade , ressaltou a drenagem da lagoa do patinhos, feita com recursos próprios da prefeitura, e o convenio com o governo do estado que vai viabilizar o construção do aterro sanitário de Itaituba, para isso de acordo com o secretario também a secretaria vem realizando o plano de ação nas escolas para conscientização da reciclagem, que hoje praticamente não existe no município. O que e certo e que Itaituba continua a crescer e precisa de mais agilidade quando se fala em saneamento básico no município.

Reportagem: Queiroz Filho