Juruti tem dois casos suspeitos de sarampo

0
371

Dois casos de suspeita de sarampo foram registrados no município de Juruti, oeste paraense. Eles são de uma criança de 9 meses e do pai dela, de 20 anos, que esteve em Manaus (AM), antes do filho adoecer. A capital do Amazonas já confirmou 317 casos da doença desde março deste ano.

Segundo informações da prefeitura de Juruti, o bebê foi apresentado no Hospital Municipal com tosse, febre de 38,7 graus e exantema (erupção na pele ou lesão avermelhada). O pai também contou que teve os sintomas parecidos com as da criança.

Logo depois de uma avaliação e da suspeita de sarampo, a vigilância foi acionada pelos médicos, onde, imediatamente, foram tomadas as principais medidas de controle da doença, incluindo orientação aos familiares e todos que tiveram contato com os pacientes.

O serviços de saúdes estão em estado de alerta para novos casos e a vacina está disponível em todas as salas de imunização do município.

“Pedimos atenção especial àquelas pessoas que irão deslocar-se para áreas onde estão sendo registrados casos da doença, que procurem o serviço de saúde antecipadamente para certificarem-se da situação vacinal.”, alertou a diretoria de vigilância em saúde.

O sarampo é uma doença altamente contagiosa, sendo os sintomas inicias são febre muito alta, dor de cabeça, tosse, inflamação das vias respiratórias e manchas vermelhas. A transmisssão da doença ocorre através da tosse, epirros, ou até mesmo da fala e respiração. Em caso de suspeita, procure imediatamente um posto de saúde mais próximo.

As pessoas que podem receber a vacina são criança a partir de 12 meses, adolescentes, e adultos até 49 anos de idade. No entanto, os casos suspeitos de sarampo, gestantes, crianças menores de 6 meses de idade, e pacientes imunocomprometidos, não estão autorizados para receber a vacina da doença.

(DOL)