Fifa não desiste de ter Copa com 48 seleções já no Qatar

0
335

Viabilidade está em tratativa com autoridades do país asiático.

O presidente da Fifa Gianni Infantino afirmou nesta sexta-feira (13) que a entidade ainda não desistiu de contar com 48 seleções na Copa do Mundo do Qatar, em 2022.

As discussões estão em andamento com as autoridades do país asiático para ver a viabilidade.

Tal proposta havia sido idealizada pela Conmebol antes do Congresso da Fifa em Moscou, mas não foi à votação no evento realizado antes do Mundial da Rússia.

Tudo porque antes de fazer o estudo de viabilidade era necessária esta conversa com os qatarianos.

“Vamos discutir com os qatarianos e aí depois debater com todos os envolvidos. Há tempo e nenhuma decisão foi tomada. Até agora, a Copa tem 32 times. É muito cedo para começar a especular. Todos estão com a mente aberta e estamos fazendo a discussão”, afirmou Infantino em entrevista coletiva em Moscou.

“Temos um contrato com o Qatar [para Copa com 32 times] que é a base da nossa conversa. Ficaremos satisfeitos com 32 times. Mas se todo os envolvidos concordarem e se for positivo, todas as opções estarão na mesa”, disse.

A Copa do Qatar será realizada entre 21 de novembro e 18 de dezembro.

O interesse da Conmebol desde o início das discussões se justifica pelo fato de que, em um torneio com 48 seleções, seis dos dez times participantes das eliminatórias garantirão vaga no Mundial.

Hoje, este número é de quatro, com um a mais podendo entrar pela repescagem. Na Rússia, foram cinco, após o Peru desbancar a Nova Zelândia.

Com 48 seleções, além de seis vagas para a Conmebol,  a divisão fica assim: Oceania (1), América do Norte, Central e Caribe (6), Ásia (8), África (9), Europa (16) e mais duas seleções saindo de um playoff de repescagem.

A primeira Copa já garantida com 48 seleções é a de 2026, que será realizada no Canadá, Estados Unidos e México.