20% dos postos fiscalizados não baixam diesel

0
313

Cinco postos de combustíveis da capital, entre 25 fiscalizados ontem, não estavam cumprindo o desconto de R$ 0,46 no preço do litro do óleo diesel, e foram notificados pelo Procon-SP.

O governo reduziu o preço do diesel nas distribuidoras após a paralisação dos caminhoneiros, que parou o país e causou desabastecimento.

O órgão de defesa do consumidor realizou operação com o Ipem (Instituto de Pesos e Medidas) e técnicos da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

Uma multa poderá ser aplicada, mas dependerá de cálculo que tem variáveis como tamanho da empresa.

Segundo o Procon-SP, ao todo, 17 postos de combustíveis foram notificados.

Além do desconto no valor do diesel, as irregularidades constatadas foram a falta de informação de preços com destaque e em local visível ou falta de clareza na divulgação de promoções.

Às equipes do Ipem-SP coube checar a quantidade do combustível que sai da bomba para o tanque dos veículos.

Segundo balanço divulgado no fim do dia, a fiscalização vistoriou 17 postos e encontrou irregularidades em nove. Ao todo, 283 bombas foram fiscalizadas e 23 foram reprovadas.