Novidades no caso de triplo homicídio em Itaituba: STJ revoga prisão Altair dos Santos

0
1002

Uma decisão do STJ, esta deixando a sociedade de Itaituba se perguntado, o que levou a corte superior a tomar essa, revogar a prisão do acusado de ser o mandante de três crimes que chocou a sociedade em 14 de março de 2014.

a decisão foi tomada ontem pelo STJ depois do pedidos de HC ter sido negado em 2017,  mais de cinco anos se passaram do crime sai a decisão que deixa toda a sociedade se questionando. Quais seriam as novidades no caso?

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Pará, inconformado com a separação, Altair teria decidido tirar a vida da ex-esposa, contratando um matador de aluguel. Ainda de acordo com a denúncia, o plano era matar somente Leda Marta que, segundo relatos de testemunhas, recebia constantes ameaças do ex-marido, chegando a ser abordada com violência em lugares públicos. Testemunhas também afirmam que Altair e Dejaci se conheciam, tendo este prestado serviços na fazenda do advogado. Interceptações telefônicas mostram troca de ligações entre eles, antes e depois do crime.

No HC dirigido ao Supremo em 2017, a defesa de Altair dos Santos alegava constrangimento ilegal, consubstanciado na ausência dos pressupostos que autorizam a decretação da prisão preventiva, principalmente diante de novos elementos de prova que induziriam à dúvida quanto à autoria do triplo homicídio. Afirma que o depoimento do autor do crime e o laudo psiquiátrico são peças claras que evidenciam neste momento, pelo menos em tese, o direto à dúvida do crime imputado contra Altair dos Santos e o direito à liberdade, já que se encontra preso há cinco anos sem culpa formada.

Fonte: Redação