Por de falta de pagamentos, motoristas paralisam transporte de alunos da EETEPA, em Itaituba

0
587

Na manhã de terça-feira (1), por volta das 12h, motoristas dos ônibus responsáveis pelo transporte dos alunos da Escola Tecnológica do Estado do Pará (EETEPA), de Itaituba, decidiram parar os serviços devido a falta de pagamento. Segundo o proprietário dos veículos, os funcionários estão sem receber o salários desde julho e estaria sendo repassado apenas o valor correspondente ao combustível consumido pelos ônibus.

De acordo com nota divulgada pela direção e enviada aos alunos pelos grupos de Whatsapp, devido a paralisação do principal meio de transporte dos alunos, houve a suspensão das aulas na instituição até haver um posicionamento do setor competente. Dessa forma, uma aluna, que cursa o segundo ano do ensino médio, informou que o movimento está causando muito transtorno, logo que mais de 70% dos educandos dependem deste transporte.

Segundo a mãe de uma das alunas, os motoristas estão recebendo apoio tanto dos alunos, quanto dos profissionais que atuam na escola, porque reconhecem a dificuldade que os mesmos passam sem o recebimentos dos pagamentos mensais elos serviços prestados.

“O que minha filha disse é que eles estão do lado dos motoristas. Educação é muito importante, a semana de prova estava chegando, e agora? como que vão fazer? Todos ficaram prejudicados!”, disse a mãe da estudante.

Ainda de acordo com informações apuradas, desde julho dois ônibus de uso privado estariam sendo utilizados para o transporte dos alunos. Anteriormente, a prefeitura tinha contrato com uma outra empresa que terceirizava o uso destes veículos porém, após encerrar, a contratação não foi renovada, repassando essa responsabilidade ao proprietário dos veículos.

O proprietário afirma que não houve assinatura de contratos, apenas a negociação com os órgãos da prefeitura, mas desde que iniciaram os trabalhos em julho, não estariam recebendo os salários como combinado, relata ainda, que tentou entrar em contato com os responsáveis, mas até o momento não obteve uma resposta satisfatória.

“Como a EETEPA tem calendário diferente do Município, teve aula no mês de Julho, aí o Secretário de Educação, Hamilton disse: “você pode ficar trabalhando normalmente, porque a gente vai pegar a empresa que foi a segunda colocada no processo licitatório e já vamos fazer os trâmites e no máximo dez dias ou quinze dias estará resolvido  esse problema. Então você pode trabalhar no mês de julho que vai sair seu pagamento normal”, disse o motorista.

“Então a gente trabalhou mês de julho, agosto e setembro, quando foi em Setembro não aguentei mais, porque é complicado ficar três meses sem receber com a despesa alta que temos aqui com os ônibus. Aí tentei falar com o Hamilton, ele não me atendeu, fui e falei direto com o prefeito, aí ele disse: “Olha, está terminando, durante esse mês de outubro, um processo que teve uma nova licitação com uma nova empresa, agora esses meses de Julho, agosto e setembro não tem como pagar vocês, porque a empresa não pode pagar retroativo”, finalizou.

Fonte: Portal Giro