Militar ocupará interinamente a presidência do Inpe

0
5196

Após a demissão do pesquisador Ricardo Galvão da presidência do Instituto Nacional de Pesquisas (Inpe), órgão que monitora o desmatamento no País, o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, anunciou o nome do militar Darcton Policarpo Damião  para o cargo.

Porém, ele ficará na função, segundo Pontes, interinamente. O ministro disse que vinha avaliando currículos e que o próximo diretor do Inpe seria alguém com experiência prévia em desmatamento e conhecimento em gestão.

Marcos Pontes disse que vinha avaliando currículos e que o próximo diretor do Inpe seria alguém com experiência prévia em desmatamento e conhecimento em gestão.

Darcton Policarpo Damião tem doutorado em desenvolvimento sustentável pela Universidade de Brasília UnB). Sua tese de doutorado foi sobre desmatamento na Amazônia. Ainda de acordo com seu currículo, ele possui mestrado em sensoriamento remoto pelo próprio Inpe.

Pelas redes sociais, Marcos Pontes afirmou que Darcton deverá ficar no cargo de forma interina até que uma comissão seja montada e elabore uma lista tríplice. Será com base nessa lista que o diretor definitivo do órgão será escolhido.

“Ele é uma pessoa de confiança, logicamente. E uma pessoa com uma capacidade de gestão já demonstrada pelos cargos que exerceu e, portanto, será um ótimo diretor interino para dar continuidade nesse trabalho”, afirmou o ministro.

Darcton foi coronel-aviador e dirigiu o Instituto de Estudos Avançados do Comando da Aeronáutica. É doutor em desenvolvimento sustentável pela UnB, MBA em gestão empreendedora pelo ITA e mestre em sensoriamento remoto pelo Inpe.

Ricardo Galvão foi exonerado do cargo, após anunciar os índices alarmantes de desmatamento da Amazônia.

Fonte: OGlobo